A ATUAÇÃO DO PSICÓLOGO COM ADOLESCENTES INFRATORES EM MEDIDA SOCIOEDUCATIVAS

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Gilbert Romer Soares Delza Ferreira Mendes

Resumo

A adolescência é um período de transição entre a infância e a vida adulta e alguns fatores de risco e proteção podem influenciar no desenvolvimento da vida social do adolescente de forma favorável ou desfavorável. A presente pesquisa teve como objetivo discutir o papel do psicólogo nas medidas socioeducativas aplicadas a adolescentes em conflito com a lei, sendo realizada por meio de revisão da literatura. Evidenciou-se que são diversos os fatores associados ao comportamento inadequados no convívio com a sociedade. Entre eles pode-se destacar como fatores de risco: a carência de afinidades afetuosas puras e contribuição familiar, a influência do grupo, a agressão doméstica, antecedentes familiares, dependentes químicos e baixa autoestima, a falta de incentivo para os estudos, o desempenho escolar insuficiente, o desejo de ser livre conjugado com o empenho de buscar a efetivação do crescimento pessoal, a procura de inovação a qualquer custo e o espírito de aventura, a rebeldia. O estudo mostrou que ainda necessitam de aprofundamento as explicações sobre os fatores protetores que possam esclarecer os motivos que desencadeiam o envolvimento de jovens que fazem parte desse grupo de risco. A psicologia contribui no desenvolvimento de programas de medidas socioeducativas, produzindo intervenções através de compromissos  ético-político, garantindo ao adolescente direitos juntamente com outros profissionais. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Soares, G., & Mendes, D. (2017, agosto 23). A ATUAÇÃO DO PSICÓLOGO COM ADOLESCENTES INFRATORES EM MEDIDA SOCIOEDUCATIVAS. Psicologia E Saúde Em Debate, 2(Ed. Esp. 1), 117-137. https://doi.org/https://doi.org/10.22289/2446-922X.V2EEA9
Seção
Artigo original