IMPORTÂNCIA DO PSICÓLOGO NA INTERVENÇÃO DA PSICO-ONCOLOGIA EM MULHERES ACOMETIDAS PELO CÂNCER DE MAMA

I Simpósio Científico De Práticas Em Psicologia

  • Denise Azevedo
  • Résia Morais
  • Ana Marafon

Resumo

O Câncer de mama é um tipo de câncer comum entre as mulheres do mundo e no Brasil, respondendo aproximadamente por 25%, dos casos ao ano. Homens podem ser acometidos pelo câncer de mama, porém é representado por apenas 1% do total de casos. Segundo o Instituto Nacional do Câncer, o cancro de mama em mulheres, antes dos 35 anos é pouco frequente. Porém, acima desta idade, sua incidência cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Vale ressaltar, que há um aumento de óbitos em consequências da doença, e apesar da existência de recursos da ciência e dos avanços tecnológicos, a situação tem se evidenciado como um problema não só social, mas também de Saúde Pública. O psicólogo é um dos profissionais da saúde, responsável em auxiliar o paciente no enfrentamento da doença, no alivio da dor, do medo e de sentimentos relacionados ao futuro. Diante do exposto, o objetivo do estudo foi de discutir a importância do psicólogo no tratamento oncológico em mulheres acometidas pelo cancro. Foram destacados alguns conceitos, tais como: a Psicologia da Saúde, Psicologia Hospitalar, Psico-oncologia e câncer.

Publicado
2017-08-24
Como Citar
Azevedo, D., Morais, R., & Marafon, A. (2017). IMPORTÂNCIA DO PSICÓLOGO NA INTERVENÇÃO DA PSICO-ONCOLOGIA EM MULHERES ACOMETIDAS PELO CÂNCER DE MAMA. Psicologia E Saúde Em Debate, 2(Supl. 1), 12-15. https://doi.org/10.22289/2446-922X.V2S1A4
Seção
Artigo original