AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA NA RECUPERAÇÃO FUNCIONAL ATRAVÉS DA REALIDADE VIRTUAL: uma nova perspectiva

Autores

  • Charles Henrique Andrade de Oliveira Universidade de Pernambuco Campus Garanhuns
  • João Ricard Pereira da Silva Universidade de Pernambuco (UPE) campus Garanhuns

DOI:

https://doi.org/10.22289/2446-922X.V7N1A6

Palavras-chave:

Realidade Virtual, Recuperação Funcional, Avaliação Psicológica

Resumo

Este artigo propõe uma discussão sobre o uso da realidade virtual como uma ferramenta para obtenção de dados que comtemplem a avaliação psicológica na recuperação funcional, reafirmando a importância da Psicologia como ciência atuante em uma equipe multiprofissional cujo objetivo principal é a melhora na qualidade de vida de pessoas inseridas no processo de reabilitação, trabalhando seus processos de subjetivação dentro uma intervenção interprofissional. O presente artigo propoe uma forma de aproximação da área da Psicologia com as especifidades tecnológicas, juntoo a estudos científicos mais específicos e refletindo o papel do profissional em avaliar características não observáveis diretamente em um ambiente virtual. Nesse sentido, reconhecemos os usuários dos serviços na saúde valorizando a sua singularidade, seus processos simbólicos, suas emoções, diante de um procedimento não tradicional e mais motivador e interativo, colocando-os como sujeitos ativos nesse processo. O profissional de psicologia deve ampliar a utilização de ferramentas, como a realidade virtual, no intuito de buscar novas técnicas de avaliação psicológica, o que pode contribuir significativamente nos resultdos de avaliação e nos próprios processos de intervenção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Anache, A. A. (2018). Avaliação Psicológica na Educação Especial. Psicologia: Ciência e Profissão 2018 v. 38 (núm. esp.), 60-73.

Andrade, J. M. & Valentini, E. (2018). Diretrizes para a Construção de Testes Psicológicos: a Resolução CFP nº 009/2018 em Destaque. Psicologia: Ciência e Profissão. 2018 v. 38 (núm. esp.), 28-39.

Balista, V. G., (2013) Sistema de Realidade Virtual para Avaliação e Reabilitação de Déficit Motor. SBGames. São Paulo. pp. 16-20, out.

Brasil. (2013) Instrutivo de Reabilitação Auditiva, Física, Intelectual e Visual (CER e serviços habilitados em uma única modalidade). Ref. Portaria GM 793 de 24 de abril de 2012 e Portaria GM 835 de 25 de abril de 2012. Atualizada e Publicada em 10 de abril de 2013.

Brasília (2015) Estatuto da Pessoa com Deficiência – Lei Brasileira de Inclusão No 13.146, de 6 de julho de 2015. Senado Federal, Senador Paulo Paim – Autor da Lei.

Brazão, J. C. C. (2014) A Transdisciplinaridade Como Perspectiva Metodológica Para Uma Clínica Das Subjetividades. Pesquisas e Práticas Psicossociais – PPP - 9(2), São João del-Rei, julho/dezembro. (pp. 268 – 278).

Bueno, J. M. H., & Peixoto, E. M. (2018). Avaliação Psicológica no Brasil e no Mundo. Psicologia: Ciência e Profissão Jun/Set. 2018 v. 38 n°3, 108-121. https://doi.org/10.1590/1982-3703000208878

Campos, G. W. S., Figueiredo, M. D., Pereira, Jr. N. & Castro, C.P. (2014) A aplicação da metodologia Paideia no apoio institucional, no apoio matricial e na clínica ampliada. Interface (Botucatu). 18 Supl. 1: pp. 983-995.

Carvalho, T. P. V., Silva, P. P., Garção, D. C., Ferreira, A. P. L. & Araújo, K. M. (2014) Efeitos da gameterapia na mielorradiculopatia esquistossomótica: Relato de caso. Motricidade, vol. 10, n. 2, pp. 36-44, Desafio Singular - Unipessoal, Lda Vila Real, Portugal.

Chagas, M. S. (2016) Mergulhos intensos de uma equipe da atenção básica na produção de cuidado e rede em situações de fragilidade/vulnerabilidade. In Merhy, E. E. [et. al.] (orgs.) Avaliação compartilhada do cuidado em saúde: surpreen¬dendo o instituído nas redes - 1. ed. - Rio de Janeiro : Hexis. Políticas e cuidados em saúde ; Vol. 01.

Cruz, K. T., Bertussi, D. C., Seixas, C. T., Rocha, M., Silva, K. L., Jorge, A. O., & Baduy, R. S. (2016) Apresentação. In Merhy, E. E. [et. al.] (orgs.) Avaliação compartilhada do cuidado em saúde: surpreen¬dendo o instituído nas redes - 1. ed. - Rio de Janeiro : Hexis. Políticas e cuidados em saúde ; Vol. 01.

Ferreira, T. P. S., Sampaio, J., Oliveira, D. L., Souza, A. C. N., Batista, R. A., Gomes, L. B., Marinho, S. M. & Ferraz, S. B. (2016) O reconhecimento do saber do outro como válido: as apostas que os usuários fazem sobre sua vida x a decisão dos trabalhadores de saúde sobre a vida do outro. In Merhy, E. E. [et. al.] (orgs.) Avaliação compartilhada do cuidado em saúde: surpreen¬dendo o instituído nas redes - 1. ed. - Rio de Janeiro : Hexis. Políticas e cuidados em saúde ; Vol. 01.

Feuerwerber, L. C. M. Cuidar em Saúde. (2016) In Feuerwerker, L. C., Bertussi, D. C. & Merhy, E. E. (orgs.) Avaliação compartilhada do cuidado em saúde: surpreen¬dendo o instituído nas redes - 1. ed. - Rio de Janeiro : Hexis. Políticas e cuidados em saúde ; Vol. 02, 2016.

Galhordas, J. G. & Lima, P. A. T. (2004) Aspectos Psicológicos na Reabilitação. Re(habilitar) – Revista da ESSA, nº 0, Ed. Colibrir, pp. 35-47.

Mello, B. C. C. & Ramalho, T. F. (2015) Uso da Realidade Virtual no tratamento fisioterapêutico de indivíduos com Síndrome de Down. Rev. Neurocienc, 23(1), pp. 143-149, Recife.

Merhy, E. E., Feuerwerker, L. C. M. & Gomes, M. P. C. (2016) Da repetição a diferença: construindo sentidos com o outro no mundo do cuidado. In Feuerwerker, L. C., Bertussi, D. C. & Merhy, E. E. (orgs.) Avaliação compartilhada do cuidado em saúde: surpreen¬dendo o instituído nas redes - 1. ed. - Rio de Janeiro : Hexis. Políticas e cuidados em saúde ; Vol. 02, 2016.

Muniz, M. (2018). Ética na Avaliação Psicológica. Psicologia: Ciência e Profissão 2018 v. 38 (núm. esp.), 133-146.

Perandré, Y. H. T. & Haydu, V. B. (2018) Um Programa de Intervenção para Transtorno de Ansiedade Social com o Uso da Realidade Virtual. Trends Psychol., Ribeirão Preto, vol. 26, nº 2, p. 851-866 – Junho.

Pereira, G. T. J. & Santos, P. S. G. (2015) Antropologia e método etnográfico: uma contribuição para a compreensão das culturas. Ano XI, n. 10. Outubro. NAMID/UFPB - http://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/tematica.

Primi, R. (2018) Avaliação Psicológica no Século XXI: de onde viemos e para onde vamos. Psicologia: Ciência e Profissão, 2018 vol. 38 (núm. esp.), pp. 87 – 97. https://doi.org/10.1590/1982-3703000209814

Rodrigues, D. S. & Oliveira, M. C. S. L. (2018) Grupo como dispositivo socioeducativo: pesquisa-intervenção com adolescentes em cumprimento de prestação de serviços à comunidade. Revista de Psicologia, Fortaleza, v. 9, nº 1, pp. 30-41.

Rodrigues, G. P. & Porto, C. M. (2013) Realidade Virtual: conceitos, evoluções, dispositivos e aplicações. Interfaces Científicas – Educação. Aracaju. V. 01, n. 03. pp. 97-109, jun.

Santana, M. C. F.; Lins, O. G.; Sanguinetti, D. C. M.; Silva, F. P.; Angelo, T. D. A.; Coriolano, W. S.; Câmara, S. B.; & Silva, J. P. A. (2015) Efeitos do tratamento com realidade virtual não imersiva na qualidade de vida de indivíduos com Parkinson. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, vol. 18, núm. 1, 2015, pp. 49-58 Universidade do Estado do Rio de Janeiro Rio de Janeiro, Brasil.

Sato, A. K. O. (2009) Do mundo real ao mundo ficcional: a imersão no jogo. In Santaella, L. & Feitoza, Mirna (orgs) Mapa do Jogo: a diversidade cultural dos games. São Paulo: Cengage Learning.

Downloads

Publicado

2021-02-23

Como Citar

Oliveira, C. H. A. de ., & Silva, J. R. P. da . (2021). AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA NA RECUPERAÇÃO FUNCIONAL ATRAVÉS DA REALIDADE VIRTUAL: uma nova perspectiva. Psicologia E Saúde Em Debate, 7(1), 77–93. https://doi.org/10.22289/2446-922X.V7N1A6

Edição

Seção

Artigo original