A CONSTITUIÇÃO DOS VÍNCULOS E ESTILOS FAMILIARES QUANDO OS FILHOS FAZEM USO DAS DROGAS

  • Bruna Rosa
  • Gilmar Antoniassi Junior Faculdade Patos de Minas - FPM
Palavras-chave: Drogas, Família, Relações

Resumo

O presente estudo teve como objetivo desenvolver uma melhor compreensão das relações familiares com adolescentes drogados sob perspectivas sistêmicas, enfatizando a família como um fator competente no resgate de toxicodependentes e a interação entre seus membros, com base nos vários fatores relevantes para a vida em família e vida social. Os fatores culturais, políticos, econômicos e sociais da toxicodependência foram analisados para esclarecer as relações complexas que a droga estabelece com a sociedade, abordando questões como: a complexidade das drogas na sociedade, sua subjetividade e suas relações com o ciclo de vida, especialmente a adolescência em suas crises, entre outros. O uso de abordagens sistêmicas e terapia sistêmica familiar como modelo apresentou uma perspectiva enriquecedora nesse contexto, no sentido de orientar a família para a redefinição de papéis e a reelaboração de suas competências, uma vez que este, encontrando seu equilíbrio, baseado em contexto sobre a experiência e os sentimentos de cada um dos seus membros. Para isso, realizou-se uma pesquisa bibliográfica, utilizando para isso leituras bibliográficas em português com base em livros, monografias, biblioteca virtual em psicologia sobre os tipos de substâncias psicoativas utilizadas pelo homem e seus efeitos fisiológicos e comportamentais, os diversos tratamentos existentes para a dependência química, conceito de família e a relação desta com o envolvimento do adolescente ás drogas, assim como uma explanação sobre sua relevância na recuperação segundo o referencial analítico comportamental. Foi possível concluir, assim, que é importante o desenvolvimento de futuras pesquisas que possam verificar a importância da família para dar suporte e auxiliar o adolescente a deixar o uso de drogas, assim como a eficácia da aplicação da análise do comportamento nos aspectos da dependência química.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-07-01
Como Citar
Rosa, B., & Junior, G. (2017). A CONSTITUIÇÃO DOS VÍNCULOS E ESTILOS FAMILIARES QUANDO OS FILHOS FAZEM USO DAS DROGAS. Psicologia E Saúde Em Debate, 3(1), 127-140. https://doi.org/10.22289/2446-922X.V3N1A9
Seção
Artigo original