O DISCURSO DO SUJEITO COLETIVO NAS EXPECTATIVAS DE MULHERES COM LOMBALGIA PARTICIPANTES DA ESCOLA DE POSTURA

Palavras-chave: Lombalgia, Escola de Posturas, Discurso do Sujeito Coletivo

Resumo

A Escola de Postura é um método terapêutico-pedagógico das algias da coluna vertebral. Neste estudo pretende-se compreender a partir de depoimentos escrito expressos pelas participantes, as expectativas das motivações que conduziram algumas mulheres de participar do projeto de extensão Escola de Postura do curso de Fisioterapia da Universidade Federal da Paraíba. Participaram 27 mulheres, na faixa etária de 42 a 68 anos, com diagnóstico de lombalgia crônica inespecífica. Para análise foi utilizado o método do Discurso do Sujeito Coletivo com a seguinte pergunta norteadora realizada na primeira seção: ¨Qual a sua expectativa a respeito do trabalho cuidando da coluna vertebral desenvolvido na Escola de Postura? Observou-se quatro ideias centrais como motivadoras da participação na atividade de Extensão Escola de Posturas - UFPB: a) consciência corporal e melhorar a postura (48%); b) expectativa de melhorar as dores da coluna (44,4%); c) adquirir conhecimento (37%); d) bem-estar (11,1%); em relação a Ancoragem, identificou-se a qualidade de vida (14,8%). Considerando tais resultados, as expectativas detectadas no encontro com as participantes, estão alinhadas com os objetivos propostos no projeto de extensão, estes, buscavam avaliar as motivações das mulheres para frequentarem a escola de posturas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Claudia Gatto Cardia, Universidade Federal da Paraíba - UFPB

Doutorado em Ciências da Reabilitação, pela Universidade de São Paulo. Professora/pesquisadora no curso de Fisioterapia na Universidade Federal da Paraíba

Nilton Soares Formiga, Universidade Potiguar - UNP

Doutor em Psicologia Social pela Universidade Federal da Paraíba, com estágio doutoral realizado na Universidade Rural do Rio de Janeiro. Professor/pesquisador da Pós-graduação em Psicologia (nível mestrado) na Universidade Potiguar

Referências

Araujo, V.S., Guerra, C.S., Moraes, M.N., Silva, J.B., Monteiro, C.Q.A., & Dias, M. D. (2013). Discourse of the Collective Subject regarding Education of Health in the Aging Process: a descriptive study. Online brazilian journal nursing, 12 (2): 565-73. Web site: http://www.objnursing.uff.br/index.php/nursing/article/view/4093

Andrade, S. C., Araújo, A. G. Ribeiro., & Vilar, M. J. P. (2005) Escola de Coluna: Revisão histórica e sua aplicação na lombalgia crônica. Revista Brasileira de Reumatologia. 45(4), 224-8.

Airaksinen, O., Brox, J. I., Cedraschi, C., Hildebrandt, J., Klaber-Moffett, J., Kovacs, F., et al. (2004). European guidelines for the management of chronic nonspecific low back pain. November, Amended version June.

Almeida, M. A. B., (2012) Qualidade de vida: definição, conceitos e interfaces com outras áreas, de pesquisa. São Paulo: Escola de Artes, Ciências e Humanidades. EACH/USP.

Global Burden of Disease Study 2013 Collaborators. (2015) Global, regional, and national incidence, prevalence, and years lived with disability for 301 acute and chronic diseases and injuries in 188 countries, 1990-2013: a systematic analysis for the global Burden of Disease Study 2013. Lacent, 386, 743-800.

Global Health Metrics (2017) Global, regional, and national incidence, prevalence, and years lived with disability for 328 diseases and injuries for 195 countries, 1990-2016: a systematic analysis for the Global Burden of Disease Study. Lancet. 390,1211-1259.

Bridi Filho, C. A., & Bridi, F. R.S. Sobre o aprender e suas relações: interfaces entre neurologia, psicologia e psicopedagogia. Web site: http://srvd.grupoa.com.br/uploads/imagensExtra/legado/R/ROTTA_Newra_Tellechea/Neurologia_Aprendizagem/Lib/Amostra.pdf Acesso em 02/06/2019 21:23¨

Chou R., Qaseem A., Snow V., Casey D., Cross J.T, Jr., Shekelle P., & Douglas K. (2007) Diagnosis and treatment of low back pain: a joint clinical practice guideline from the American College of Physicians and the American Pain Society. Annals of Internal Medicine, 147(7), 478-491.

Cardia, M. C. G. (2006) Manual da escola de postura. (3ed.) João Pessoa: Editora Universitária/UFPB.

Cardia M.C.G. (2018) Escolas de Posturas da UFPB. Projeto de Extensão da Universidade Federal da Paraíba, Departamento de Fisioterapia Web site: http://www.prac.ufpb.br/prac/extra-muros/contents/5-edicao/noticias/6-noticias/escola-de-posturas-da-ufpb.

Caromano, F. A., Dias, M. C. S., Moreira, M. C. S., Carlis, M., Panades, L. S. C., Exposito, A. L., & Miranda, C. S. (2011) Efeitos da técnica de auto avaliação e autocuidado corporal (TAAC) na percepção de dor e desconforto da região de cabeça e pescoço. Cadernos de Pós-Graduação em Distúrbios do Desenvolvimento, 11(1), 89-98.

Carver, C. S., Scheier, M.F., & Segerstrom, S.C. (2010). Optimism. Clinical Psychology Review 30, 879–889.

Figueiredo, M. Z. A., Chiari, B. M., & Goulart, B. N. G. (2013) Discurso do sujeito coletiva: uma breve introdução à ferramenta de pesquisa qualiquantitativa. Distúrbios da Comunicação, 25(1), 129-136.

Farsen, T. C., Ribeiro, A., Boehs, S., & Silva, N. (2018) Qualidade de vida, Bem-estar e Felicidade no Trabalho: sinônimos ou conceitos que se diferenciam? Interação em Psicologia 22(01) 31-41.

Galinha, I. (2008). Bem-estar subjectivo: Factores cognitivos, afectivos e contextuais. Coimbra: Quarteto Editora.

Heymans, M. W., Van Tulder, M. W., Esmail, R., Bombardier, C., & Koes, B.W. (2008). Escuelas de espalda para el dolor lumbar inespecífico. (Traduzida de The Cochrane Library, Issue 2. Chichester, UK: John Wiley & Sons, Ltd.) Web site: http://www.update-software.com.

Lefèvre, F. (2017). Discurso do sujeito coletivo. Nossos modos de pensar, nosso eu coletivo. São Paulo; Andreoli.

Lefèvre, F., & Lefèvre, A. M. C. (2006). A proposta do DSC. Web. Site: www.ipdsc.com.br.

Lefèvre, A. M. C., Lefèvre, F., Cardoso, M. R. L., & Mazza, M. M. P. R. (2002) Assistência pública à saúde no Brasil: estudo de seis ancoragens. Saúde e Sociedade. 11(2), 35-47

Netto, A. P., & Costa, O.S. (2017) A importância da psicologia da aprendizagem e suas teorias para o campo do ensino-aprendizagem. Fragmentos de Cultura, 27(2), 216-224.

Natour, J et al. (2004). Coluna vertebral. São Paulo.

Noll M., Vieira A, Darski C, Candotti C. T. (2013) Escolas posturais desenvolvidas no Brasil: revisão sobre os instrumentos de avaliação, as metodologias de intervenção e seus resultados. Revista Brasileira de Reumatologia. 54(1), 51–58.

Santos, C. B. S., & Moreira, D. (2009). Perfil das escolas de posturas implantadas no Brasil. Semina: Ciências Biológicas e da Saúde, 30 (2), 113- 120.

Santos, M. C., & Wechsler, S. M., (2015) Análise das publicações científicas sobre otimismo em saúde no último triênio. Psicologia Argumento, 33(83), 470-482.

Vieira, A., Nonnenmacher, L. F.Q., Bartz, P.T., Bueno, A.F., & Macedo, D.S. (2014) Perfil de usuários com dores musculoesqueléticas crônicas encaminhadas ao ¨grupo da coluna ¨. Revista Baiana Saúde Pública, 38(3), 571-584.

Publicado
2019-12-26
Como Citar
Barreto, J. M., Cardia, M. C. G., & Formiga, N. S. (2019). O DISCURSO DO SUJEITO COLETIVO NAS EXPECTATIVAS DE MULHERES COM LOMBALGIA PARTICIPANTES DA ESCOLA DE POSTURA. Psicologia E Saúde Em Debate, 5(2), 112-124. https://doi.org/10.22289/2446-922X.V5N2A8
Seção
Relato de Caso e/ou Experiência