Psicologia e Saúde em debate http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico <h2><strong>Revista Psicologia e Saúde em Debate</strong></h2> <h3><strong><br> ISSN (eletrônico) </strong><strong>2446-922X<br>DOI 10.22289/issn.2446-922X.PSICODEBATE4FPM</strong></h3> <p>A Revista Psicologia e Saúde em Debate é uma publicação de divulgação digital, que visa suprir uma necessidade institucional para as áreas da saúde e psicologia. O periódico tem todos artigos liberados para download em PDF (Portable Document Format) e foi idealizado pelos professores&nbsp;<a href="mailto:cursopsicologia.fpm@hotmail.com" target="_blank" rel="noopener">Gilmar Antoniassi Junior</a>&nbsp;e&nbsp;<a href="mailto:hugo.some@gmail.com" target="_blank" rel="noopener">Hugo Christiano S. Melo</a>. O escopo primário do periódico é divulgar artigos científicos de qualidade, favorecendo o diálogo científico entre pesquisadores de múltiplas instituições e alunos de graduação e pós-graduação.<br> <br> O volume anual é composto por duas publicações, de periodicidade semestral.<br> <br> O corpo editorial da Revista Psicologia e Saúde em Debate não se responsabiliza pelos dados e opiniões expressos nos artigos, sendo estes de inteira responsabilidade dos autores.</p> <h4>Editores-chefe: Prof. Dr. Hugo Christiano Soares Melo<br>&nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; Prof. MSc. Gilmar Antoniassi Junior</h4> <h4>Normatização geral: Renata Ferreira dos Santos<br>&nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp;Maria Nazaré Brandão Borges.</h4> <h4>Editoração eletrônica: Hugo C. S. Melo<br>&nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp; &nbsp;Ernane Júnior da Silva Reis</h4> <h4><br> Todos os artigos da Revista Psicologia e Saúde em Debate possuem DOI.</h4> <p><img src="http://www.giapjournals.org/uploads/2/6/6/2/26621256/7063199_orig.png?166" alt="" width="147" height="130"></p> pt-BR <p>Os autores declaram que participaram na elaboração do manuscrito em questão, e que o citado manuscrito é original e não foi previamente publicado em parte ou no todo e que nenhum outro manuscrito similar sob autoria dos mesmos está publicado ou em análise por outro periódico seja impresso ou eletrônico. Declaram ainda, que não violaram nem infringiram nenhum <em>copyright</em> ou nenhum outro tipo de direito de propriedade de outras pessoas, e que todas as citações no texto são fatos verdadeiros ou baseados em pesquisas de exatidão cientificamente considerável. Os autores comprometem, quando solicitado, a fornecer informações aos editores a respeito dos dados deste manuscrito.</p> <p>A&nbsp;revista segue o padrão Creative Commons (BY NC ND), que permite o remixe, adaptação e criação de obras derivadas do original, mesmo para fins comerciais. As novas obras devem conter menção ao(s) autor(es) nos créditos. O site utiliza o Open Journal Systems, sistema de código livre gratuito para a administração e a publicação de revistas desenvolvido com suporte e distribuição pelo <a href="http://pkp.sfu.ca/"><span style="color: #006699;">Public Knowledge Project</span></a> sob a licença GNU General Public License.</p> editor@dpgpsifpm.com.br (Gilmar Antoniassi Junior) suporte@dpgpsifpm.com.br (Hugo Melo) Sex, 21 Dez 2018 08:33:55 -0200 OJS 3.1.1.4 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 ANÁLISE DO FILME TECNOLOGIA E INTERNET: Uma reflexão psicológica sobre dependência à luz do filme “Her” http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A1 <p>Esse trabalho é referente à uma análise de filme, contextualizando os seguintes pontos: impacto que a internet e a tecnologia têm sobre o ser humano; sua relação negativa com a falta de interação e habilidades sociais e como a dependência tecnológica pode afetar as relações afetivas e sociais; sobre o seu avanço devastador e influente, modificando totalmente o mundo atual e como vai contribuir para o futuro. Para a realização desta análise foi utilizado o filme ‘HER’ (ELA)-lançado em fevereiro de 2014, com o gênero drama, romance e ficção cientifica-, bem como artigos do Google acadêmico, Portal Intercom, Scielo e o livro ‘Dependência de internet: Manual e Guia de Avaliação e Tratamento’ (obra escrita em 2011, com o objetivo de refletir acerca das influências psicológicas negativas oriundas dos avanços da tecnologia). Ainda não há um diagnóstico estabelecido para a dependência tecnológica, mas é possível constatar o prejuízo que vem arcando com a vida de muitas pessoas. Esse novo fenômeno deve ser discutido, já que vem chamando atenção de profissionais da área da saúde devido ao seu grande impacto desfavorável na sociedade. Podemos concluir que o uso da tecnologia pode beneficiar se usado de forma moderada, enquanto o uso excessivo pode trazer sérios problemas incluindo o adoecimento mental.</p> Andressa Caroline Dornelas Ruas ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A1 Sex, 07 Dez 2018 00:00:00 -0200 PERCEPÇÃO SOCIAL DE EMOÇÕES EM FACES: Julgando sexo, gênero e raça http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A2 <p>O presente estudo teve como objetivo observar as relações entre sexo, raça e julgamento de emoções em faces humanas. Para a realização do estudo, foram coletados dados sobre a identificação e intensidade percebidas sobre a emoção de faces humanas. As faces apresentadas eram de diferentes sexo e raça, além de mostrar diferentes emoções. Durante o experimento, os participantes eram expostos a essas faces e eles respondiam por meio de formulário eletrônico, o nome da emoção apresentada e, em escala tipo Likert, a intensidade que julgava a emoção na figura apresentada. A análise estatística da coleta identificou uma preferência de julgamento para faces do mesmo sexo e raça do participante. A relevância dessa preferência está relacionada a empatia entre raças e sexo, representada minimamente pelo reconhecimento de emoções mutuamente.</p> Eloisa Souza Fernandes, Larissa Ferreira Pedrosa, Marcelo Fernandes Costa ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A2 Sex, 07 Dez 2018 00:00:00 -0200 INCIDÊNCIA DE ÓBITOS POR SEPSE EM NEONATOS http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A3 <p>A sepse é a principal causa de óbito em pacientes neonatos em todo o mundo. A sepse neonatal pode ser classificada como precoce, que procede da contaminação do recém-nascido por bactérias transmitidas no canal de parto, ou de uma contaminação secundária a bacteremias maternas. E sepse tardia que é responsável principal pela internação prolongada e pela mortalidade de recém-nascidos internados nas unidades de terapia intensiva. O objetivo deste estudo foi identificar a incidência e causas de óbitos por sepse precoce e tardia em neonatos. Trata-se de uma pesquisa de natureza Estatística, descritiva e analítica, de abordagem quantitativa, a ser realizada através da avaliação dos dados contidos no banco de dados da Secretaria Municipal de Saúde – DATASUS. O estudo estatístico, com revisão narrativa conceitual, de caráter descritivo, é de extrema importância para que os profissionais atuantes em UTIs Neonatais tenham condições de identificar de forma rápida e adequada se a sepse neonatal precoce e tardia, para que assim possam colaborar e garantir que os recém-nascidos recebam um tratamento adequado. Os resultados obtidos mostraram que a sepse neonatal tardia ainda é uma condição clinica responsável por um grande número de óbitos em neonatos prematuros e os neonatos do sexo masculino tem maior risco para o óbito.</p> Larissa Mariana Silva ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A3 Sex, 07 Dez 2018 00:00:00 -0200 ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL: O relato de experiência de estágio em uma casa de acolhimento de crianças http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A4 <p>O presente relato de experiência tem como objetivo apresentar o aprendizado obtido durante o Estágio Básico II do 7º período do curso de Psicologia da Faculdade de Patos de Minas, capacitando e auxiliando o graduando a lidar com a realidade em uma casa de acolhimento institucional para crianças e adolescentes. Foram realizadas observações, entrevistas técnicas e momentos de supervisão que nortearam as atividades realizadas no estágio. Este estudo faz parte da produção resultante do Projeto de Pesquisa Relatos de Casos &amp; Relatos de Experiência: a prática desenvolvida no CEPPACE do DPGPSI/FPM. Submetido à apreciação ética do Comitê de Ética e Pesquisa (CEP) com Seres Humanos da Faculdade Patos de Minas, CAEE: 92972318.0.0000.8078, tendo como instituição proponente a Associação Educacional de Patos de Minas – AEPM mantenedora da Faculdade Patos de Minas, sob parecer de aprovação número: 2.758.999, de 06 de julho de 2018.&nbsp; Foi percebido que as crianças necessitavam de um momento lúdico que proporcionasse prazer e que também promovesse maior interação social entre elas. Diante de tal percepção foram executadas ações que poderiam auxiliar as crianças a conviver de forma mais harmoniosa no seu dia a dia enquanto institucionalizados. Acredita-se que o presente relato de experiência possa ser útil para psicólogos em formação e para demais interessados na técnica do brincar enquanto atividade promotora de sociabilidade.</p> Adarlene Gonçalves Fonseca Alves ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A4 Sex, 07 Dez 2018 00:00:00 -0200 DEPENDÊNCIA DO ÁLCOOL NA TERCEIRA IDADE: Causas, consequências e desafios para a família e profissionais da área da psicologia http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A5 <p>O envelhecimento populacional é um fato atual, universal e evolutivo, fazendo parte do processo de vida do ser humano. O objetivo é compreender quais são as causas e as possíveis consequências do consumo excessivo de álcool pela população da terceira idade na sociedade brasileira. Neste estudo utilizou-se uma revisão literária, com pesquisas em livros, artigos alocados em sites de credibilidade, dentre outros meios que abordavam o idoso e o alcoolismo. Compreender as limitações das pessoas idosas, seus aspectos fisiopsicológicos e sua vida em sociedade, principalmente na perspectiva familiar e laboral, são de suma importância para conseguir dar a elas longevidade com qualidade. O consumo excessivo de álcool por idosos pode estar relacionado ao abandono e a problemas de ordem econômica, pois a modificação pontual desta idade é a aposentadoria, que muda intensamente o ritmo de vida da pessoa.</p> Stefane Carla Soares da Silva, Juliana Amorim Pacheco de Oliveira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A5 Sex, 07 Dez 2018 00:00:00 -0200 HIPERPIGMENTAÇÃO PERIORBITAL http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A6 <p>As hipercromias são alterações cutâneas geradas principalmente pelo excesso de produção de melanina, que confere uma tonalidade mais escura à pele.&nbsp; A hiperpigmentação periorbital é caracterizada por uma hipercromia da região periorbital de origem multifatorial. Não é uma alteração prejudicial à saúde e nem está associada a qualquer morbidade, entretanto, pode influenciar a qualidade de vida de um indivíduo, pois interfere na aparência facial, resultando em um aspecto cansado, triste, de privação de sono ou mesmo não saudável. Existem diversas modalidades de tratamento, contudo, os produtos com ativos tópicos são a forma mais conveniente de se iniciar a terapia. Diante disso, o objetivo do estudo foi realizar uma revisão sobre a hiperpigmentação periorbital com ênfase em suas características e etiologia, abordando os principais tipos de ativos tópicos disponíveis para o tratamento, através de uma busca nas bases de dados Pubmed e SciELO nos últimos anos. Foi possível observar que em sua etipatogenia ocorre o envolvimento de fatores intrínsecos, determinados pela genética e fatores extrínsecos, tais como tabagismo, exposição solar, medicamentos, privação de sono, entre outros. É possível ver uma hiperpigmentação pós-inflamatória, devido à fricção e ato de coçar a região, em casos de dermatite atópica ou alergia e, assim, para a escolha do melhor tratamento, deve-se levar em consideração a contribuição de cada um desses fatores para que a condição possa ser corrigida ou amenizada.&nbsp; Entre os ativos tópicos, aqueles que melhoram a circulação e/ou reduzem a melanina foram os mais indicados para o tratamento.</p> Jaquelina Aparecida de Araujo, Lilian Abreu Ferreira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A6 Sex, 07 Dez 2018 00:00:00 -0200 A IMPORTÂNCIA DO ENFERMEIRO ENQUANTO COORDENADOR NA EQUIPE DE ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A7 <p>O enfermeiro, na Estratégia e Saúde da Família (ESF), realiza serviços administrativos e assistências, ele atua na coordenação de toda unidade e da equipe, trabalhando em prol da promoção e prevenção a saúde. O objetivo deste estudo foi reconhecer a importância do papel do enfermeiro enquanto coordenador de equipe e descrever suas funções gerenciais, relatando a importância do enfermeiro enquanto gestor no sistema de saúde. O estudo foi uma revisão literária narrativa conceitual embasada em artigos científicos, a busca ocorreu em plataformas vinculadas a saúde. A pesquisa apontou que o gerenciamento é fundamental para a dinâmica e funcionamento das ESF, por isso as atividades administrativas se tornaram ponto forte na atuação do enfermeiro, reconhecer quão importante elas são faz com que o profissional seja mais valorizado.</p> Betânia Eneida de Morais ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A7 Sex, 07 Dez 2018 00:00:00 -0200 CIRURGIA BARIÁTRICA: PROBLEMAS ADVINDOS DO USO ABUSIVO DO ÁLCOOL E O PAPEL DO PSICÓLOGO NO TRATAMENTO http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A8 <p class="Estilopadro" style="margin-bottom: .0001pt; text-align: justify; line-height: normal; tab-stops: 35.45pt 2.0cm;"><span style="font-size: 11.0pt; font-family: 'Arial',sans-serif;">A maioria dos pacientes submetidos à CB não voltam aos níveis iniciais de morbidez. Porém, para atingir bons resultados é importante que o paciente siga as orientações médicas no pré e pós cirúrgico no que se refere ao consumo de alimentos bem como a ingestão de bebida alcóolica. Este estudo se justifica diante do elevado número de cirurgias bariátricas que vem sendo realizadas e da importância do controle pós-cirúrgico, tanto alimentar quanto relacionado ao uso de bebidas alcoólicas, para que se atinja bons resultados. O trabalho é de caráter qualitativo, partindo de uma revisão conceitual de literatura. O objetivo é alertar a respeito do uso do álcool após a realização da CB e discorrer sobre a importância do apoio do profissional psicólogo no tratamento pós-cirúrgico. Os profissionais psicólogos são instrumentos fundamentais para auxiliar os pacientes a estabelecerem metas razoáveis e realizar escolhas saudáveis de estilo de vida, com melhoras significativas tanto físicas quanto psicológicas. O acompanhamento psicológico do paciente aumenta as chances de sucesso da CB, considerando que este profissional pode ajudar a reconhecer e auxiliar as psicopatologias que geralmente contribuem para o ganho de peso, tais como os transtornos fóbico-ansiosos, depressão atípica, síndrome do comer noturno e/ou transtorno da compulsão alimentar periódica. </span></p> Gabriela Gonçalves Silva, Juliana Amorim Pacheco de Oliveira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A8 Sex, 07 Dez 2018 00:00:00 -0200 OS OS TRANSTORNOS DEPRESSIVOS: um olhar sobre a reestruturação dos cuidados em saúde mental http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A9 <p>Os transtornos depressivos vêm acompanhando o ser humano ao longo da sua existência. São distúrbios afetivos responsáveis pela regulação do humor. Em razão da alta incidência em decorrência dos impactos causados na funcionalidade do portador, este estudo teve como objetivo verificar estratégias, que possam proporcionar ações diretivas vinculadas à promoção da saúde em função de promover e edificar novas ações que visam possibilitar uma melhor qualidade de vida, associando aos modelos de saúde metal. Foi realizada uma revisão conceitual da literatura, sendo desenvolvidos alguns critérios de busca nas bases de dados Scielo, Pepsic, Google Acadêmico. Na busca pelos artigos foram anexados os descritores como depressão; estratégias; psicologia; promoção; prevenção. Optou-se por textos nacionais e internacionais americanos e espanhóis publicados entre 2000 a 2017, visando estudos pertinentes que dialogassem com os conhecimentos brasileiros. Os estudos apontam à importância das criações de estratégias dentro do campo da saúde mental, salientando suas contribuições vinculadas a promoção de saúde na amenização dos sofrimentos mentais, transformando tanto a percepção do portador acometido pelo adoecimento como modificando o ambiente onde se encontra inserido dentro das redes de atenção Básica, através da humanização dos cuidados. A Promoção da Saúde renasce dos paradigmas não como teoria nova, mas como estratégias se apoiando em autonomia, responsabilidade e justiça desmistificando o saber.</p> Leidiane Aparecida Oliveira, Vania Cristine Oliveira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A9 Sex, 07 Dez 2018 00:00:00 -0200 Barata, R. B. (2009). Como e por que as desigualdades sociais fazem mal à saúde. (1a ed.). Rio de Janeiro: Editora Fiocruz. http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A10 Marcus Vinícius Lagares e Oliveira, Constance Rezende Bonvencini, Constance Rezende Bonvencini, Gilmar Antoniassi Junior ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A10 Sex, 07 Dez 2018 00:00:00 -0200 Wechsler, S. M., Pinheiro, A. M. V., Roazzi, A., Custódio, E. M, Witter, G. P., Novaes, M. H. et al. (Org.). (2008) Psicologia Escolar: pesquisa, formação e prática. (3th ed.). Campinas: Alinea. http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A11 Diogenes Antônio Pascini Ribeiro, Renata Ferreira dos Santos Oliveira ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/V4N3A11 Sex, 07 Dez 2018 00:00:00 -0200 Goleman, D. (2012). A Inteligência Emocional.Rio de Janeiro: Objetiva. http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/2446-922X.V4N3A12 Marcelo José Martins, Bráulio Emilio Maciel Faria ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0 http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/2446-922X.V4N3A12 Sex, 07 Dez 2018 00:00:00 -0200