ENTENDENDO OS PRINCIPAIS DÉFICITS DE MEMÓRIA NA FASE INICIAL DA DOENÇA DE ALZHEIMER

Autores

  • Luciana Valle de Souza Reis Faculdade Vanguarda
  • Alessandra Cristina de Oliveira Faculdade Vanguarda
  • Marcos de Moura Oliveira Faculdade Vanguarda

DOI:

https://doi.org/10.22289/2446-922X.V9N2A32

Palavras-chave:

Mal de Alzheimer, Demência senil, Alzheimer precoce, Doença de Alzheimer de Início Focal

Resumo

Este trabalho tem o objetivo de apresentar uma compreensão dos principais déficts de memória na fase inicial da doença de Alzheimer. Para isso, foi realizada uma pesquisa bibliográfica na base de dados Google Acadêmico com palavras-chave como "fase inicial da doença de Alzheimer", "memória semântica" e "memória episódica". Exploramos a complexidade da doença, caracterizada por neurodegeneração e atrofia cerebral, com a perda de memória como sintoma proeminente. Analisamos as fases da doença, com foco na fase inicial subdividida em três etapas. Detalhamos cada estágio, evidenciando suas características. Abordamos as alterações biológicas, incluindo a formação de placas senis e emaranhados neurofibrilares, que interrompem as sinapses e afetam a comunicação entre neurônios. Na seção sobre memória, identificamos os tipos afetados, principalmente memória episódica e semântica, destacando sua importância nos estágios iniciais. Exploramos a relação entre mudanças biológicas e déficits de memória. Concluímos ressaltando a complexidade da doença, a necessidade de pesquisa contínua e a importância do diagnóstico precoce. Discutimos desafios na formulação de tratamentos universais devido à variação individual e mudanças sociais. Destacamos a urgência de pesquisas futuras para enfrentar os desafios desta doença devastadora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Valle de Souza Reis, Faculdade Vanguarda

Acadêmica do curso de Psicologia da Faculdade Vanguarda de São José dos Campos

Alessandra Cristina de Oliveira, Faculdade Vanguarda

Acadêmica do curso de Psicologia da Faculdade Vanguarda de São José dos Campos

Marcos de Moura Oliveira, Faculdade Vanguarda

Psicólogo pela Universidade Paulista (UNIP, 2017), Mestre em Psicossomática pela Universidade Ibirapuera (UNIB, 2022) e Dourando em Educação pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Professor da Graduação em Psicologia da Faculdade Vanguarda de São José dos Campos.

Referências

Caires, N. T. (2022). Apolipoproteína e na doença de Alzheimer. Universidade Anhembi Morumbi. https://repositorio.animaeducacao.com.br/handle/ANIMA/22862

Paula, V. J. R. de., Guimarães, F. M., & Forlenza, O. V. (2009). Papel da proteína Tau na fisiopatologia da demência frontotemporal. Archives of Clinical Psychiatry, 36(5), 197–202. https://doi.org/10.1590/S0101-60832009000500004

Falco, A. D., Cukierman, D. S., Hauser-Davis, R. A., & Rey, N. A. (2016). DOENÇA DE ALZHEIMER: HIPÓTESES ETIOLÓGICAS E PERSPECTIVAS DE TRATAMENTO. Química Nova, 39(1), 63–80. https://doi.org/10.5935/0100-4042.20150152

Feldman, R. S. (2015). Introdução à psicologia. AMGH Editora.

Guimarães, C. H. S., Malena, L. M. A., Limborço-Filho, M. & Marins, F. R. (2018). Demência e a doença de Alzheimer no processo de envelhecimento: fisiopatologia e abordagem terapêutica. Revista Saúde em foco, 10, 942–955. https://portal.unisepe.com.br/unifia/wp-content/uploads/sites/10001/2018/12/108_DEM%C3%8ANCIA-E-A-DOEN%C3%87A-DE-ALZHEIMER.pdf

Gallucci Neto, J., Tamelini, M. G., & Forlenza, O. V. (2005). Diagnóstico diferencial das demências. Archives of Clinical Psychiatry, 32(3), 119–130. https://doi.org/10.1590/S0101-60832005000300004

Machado, A. P. R., Carvalho, I. O., & Rocha Sobrinho, H. M. da. (2020). NEUROINFLAMAÇÃO NA DOENÇA DE ALZHEIMER. REVISTA BRASILEIRA MILITAR DE CIÊNCIAS, 6(14). https://doi.org/10.36414/rbmc.v6i14.33

Poirier, J. & Gauthier, S. (2016). Doença de Alzheimer: o guia completo. MG Editores, 2016.

Zidan, M., Arcoverde, C., Araújo, N. B. de., Vasques, P., Rios, A., Laks, J., & Deslandes, A. (2012). Alterações motoras e funcionais em diferentes estágios da doença de Alzheimer. Archives of Clinical Psychiatry, 39(5), 161–165. https://doi.org/10.1590/S0101-60832012000500003

Downloads

Publicado

24-10-2023

Como Citar

Reis, L., Oliveira, A., & Oliveira, M. (2023). ENTENDENDO OS PRINCIPAIS DÉFICITS DE MEMÓRIA NA FASE INICIAL DA DOENÇA DE ALZHEIMER. Psicologia E Saúde Em Debate, 9(2), 555–563. https://doi.org/10.22289/2446-922X.V9N2A32

Edição

Seção

Estudo Teórico