CENAS DO ATENDIMENTO PSICOLÓGICO: um caso feminino de intercorrência da gastroplastia

Autores

  • Marcela Barbosa Pacheco do Amaral
  • Gilmar Antoniassi Junior
  • Glória Lúcia Alves Figueiredo

Palavras-chave:

Psicoterapia, Cirurgia Bariátrica, Promoção De Saúde, Relações Sistêmicas

Resumo

Introdução: O excesso de peso tem sido considerado fato comum entre as pessoas na atualidade, devido a hábitos sedentários, nutricionais, problemas biológicos (metabólicos) e emocionais, dentre outros fatores, causando problemas diversos e sendo considerado como um problema atual de saúde pública. Nesse caso, a gastroplastia por vezes é um recurso utilizado que minimiza os impactos da obesidade na vida dos indivíduos. Entretanto, existem casos descritos na literatura de intercorrência que podem ser verificados tanto antes como posteriormente a gastroplastia e que devem ser considerados com maior critério. Objetivo: O objetivo desse trabalho foi realizar acompanhamento psicológico de um caso de intercorrência de gastroplastia. Metodologia: Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem qualitativa, a partir de um relato de caso selecionado de modo intencional na Clínica Escola de Psicologia de uma Instituição de Ensino Superior privada situada na Região do Alto Paranaíba/MG.  Durante o acompanhamento terapêutico, foi possível perceber que a existência de sentimentos de ansiedade e medo pode emergir de pacientes que passam pelo procedimento da cirurgia bariátrica. Evidenciou-se a existência de desafios na adaptação a nova rotina alimentar tanto por parte da própria paciente como pelas dificuldades de vivenciar novos hábitos no contexto da vida social em família e em outros grupos. Além disso, é comum que alguns dos fatores associados ao ganho de peso não deixem de existir após a intervenção cirúrgica e o novo ganho possa gerar além das consequências que lhe são inerentes uma nova e diferente exposição do indivíduo, necessitando de um acompanhamento que o auxilie durante todo o processo de mudança vivenciado.  Diante dessa realidade, a psicologia surge como possibilidade de contribuir para com a paciente, no sentido de auxiliá-la a despertar para vivenciar mais calmamente mudanças físicas, emocionais e sociais ocorridas neste processo. Considerações: Considera-se relevante motivar o paciente a persistir no acompanhamento psicológico e multiprofissional, de forma que o mesmo possa se conscientizar das mudanças necessárias a alcançar o objetivo pleno do tratamento, em outros termos, emagrecer com plena saúde física e psicológica visando seu bem-estar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-

Downloads

Publicado

2018-12-09

Como Citar

Amaral, M. B. P. do, Junior, G. A., & Figueiredo, G. L. A. (2018). CENAS DO ATENDIMENTO PSICOLÓGICO: um caso feminino de intercorrência da gastroplastia. Psicologia E Saúde Em Debate, 4(Suppl1), 13–13. Recuperado de https://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/359

Edição

Seção

Anais