AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO MICROBIOLÓGICA DE LUVAS DE PROCEDIMENTO UTILIZADOS NA CLÍNICA DE GRADUAÇÃO DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA FACULDADE PATOS DE MINAS

Autores

  • Jaqueline Marcolino Campos
  • Lia Dietrich
  • Fernando Fachinelli Rodrigues
  • Hellyssa Cataryna Saldanha
  • Taciano do Reis Cardoso

Palavras-chave:

Caixas, Placas, Saúde

Resumo

Introdução: O uso de luvas específicas é importante para os profissionais da área da saúde evitando, assim, a contaminação e ainda para proteger o paciente. As luvas são Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) essenciais para qualquer manuseio relacionado à saúde e proteção. O assunto sobre as luvas de procedimento não tem uma quantidade de material que possa fornecer dados suficientes, para obter-se uma conclusão das luvas. Então, com a pesquisa busca-se esclarecer acerca de uso de luva, bem como da importância de sua qualidade e qual marca se torna preferencial ao consumo. Objetivo: Objetivou-se analisar luvas de procedimento em caixas lacradas com a finalidade de verificar sua esterilidade através de procedimentos de cultivo microbiológico. Materiais e Métodos: Os métodos foram através de procedimentos usuais de cultivo de microrganismos em placas de petri com meio de cultura em Ágar Sangue. Utilizaram-se 17 caixas de luvas lacradas de marcas diferentes que são SUPER MAX, NUGARD, UniGloves de cor preto, UniGloves de cor branca, Luva de Vinil, VinilVolk, VOLK do Brasil, MADEITEX e VITAL PROTECTION, SUPER MAX, Descarpack, Classic, Supermax Powder Free Black Nitrilo, LUVAVENIL, Cremer, ENCORE, VOLK do Brasil. Relatou que o crescimento em placas contaminadas com luvas lacradas, assim avaliando as marcas identificadas e propicias para melhor consumo e diminuição de riscos para os profissionais e pacientes. Considerações: Das luvas analisadas, 58,8% das amostras semeadas teve crescimento microbiológico e 41,1% não teve crescimento microbiológico, sendo assim, livre de contaminantes. Conclui-se que é necessário o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). E sempre que for tocar em objetos superficiais retirar a luva ou usar uma sobre luva para não contaminá-la. As vantagem das marcas utilizadas são que em cada caixa de luvas tem se informações contidas como a marca, fabricação, validade, lote, unidades, tamanho, descrição, cor, material de fabricação. São requisitos importantes em ser avaliados na escolha de qual luva ser utilizada. As desvantagens são que as marcas não estéreis não possuem uma proteção adequada, entretanto, algumas das não estéreis não teve crescimento. O que indica é que depende do material da fabricação, onde é armazenada e o local correto onde se deve ser usado a luva. A marca VITAL PROTECTION não tem descrições importantes para situar o indivíduo sobre tais informações do produto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-

Downloads

Publicado

2018-12-10

Como Citar

Campos, J. M., Dietrich, L., Rodrigues, F. F., Saldanha, H. C., & Cardoso, T. do R. (2018). AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO MICROBIOLÓGICA DE LUVAS DE PROCEDIMENTO UTILIZADOS NA CLÍNICA DE GRADUAÇÃO DO CURSO DE ODONTOLOGIA DA FACULDADE PATOS DE MINAS. Psicologia E Saúde Em Debate, 4(Suppl1), 26–26. Recuperado de https://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/372

Edição

Seção

Anais