ALTERNATIVA DE TRATAMENTO COM OZONIOTERAPIA PARA RECORRÊNCIAS DO HERPES VÍRUS LABIAL – relato de caso

Autores

  • Ilka Lauanny Ferreira Cardoso
  • Thaynná Alves Dias Teodoro
  • Cláudia Maria de Oliveira Andrade
  • Marcelo Dias Moreira de Assis Costa
  • Lia Dietrich

Palavras-chave:

Doenças Sexualmente Transmissíveis, Herpes Labial, Ozônio

Resumo

O Herpes simples labial é uma doença recorrente, sua etiologia mais prevalente é pelo herpes vírus humano tipo 1, representando a doença viral mais comum no homem moderno, afetando 40% da população mundial. O herpes simples 1 tem um alto poder infectante e é comum ser transmissível por contato direto com secreções ou lesões orais. Os sintomas típicos são prurido, ardência, dor local onde apresentam múltiplas vesículas, aftas ou úlceras geralmente na boca, nos lábios e nas gengivas; o paciente sente um desconforto enorme com essas lesões e se não tratadas corretamente tende de agravar seus quadros de manifestações. Na literatura ainda não foi descoberta a cura para o herpes vírus labial, porem existem vários tratamentos previstos para o controle da doença. A ozonioterapia vem sendo proposta para tratamentos de lesões herpéticas em formas distintas de aplicação do ozônio, bem como doses e concentrações; ela pode ser aplicada de três formas, usando o gás ozônio, água ozonizada e óleo ozonizado. A terapia vem mostrando muitos resultados benéficos com seus efeitos, como analgésico, imune estimulante, antioxidante, bactericida, inativação viral, anti-inflamatório e no processo de cicatrização. Paciente do sexo feminino, com 20 anos de idade, branca, apresentou-se à policlínica da Faculdade Patos de Minas - FPM com lesão herpética recorrente extensa no lábio inferior, certas áreas tinham manifestações no seu período prodrômico e outras já no seu período clínico ativo, foi realizado o tratamento com assepsia da água ozonizada, insuflação do gás ozônio e aplicação diariamente do óleo ozonizado até completar a cicatrização da lesão. Após quinze minutos da ozonioterapia já obteve uma melhora dos sinais clínicos e a remissão da lesão foi de quatro dias, onde a queixa dos sintomas no decorrer desses dias diminuíram significativamente. A paciente se encontra em proservação onde será realizada a ozonioterapia como tratamento em todas suas manifestações para tentar reduzir as recorrências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-

Downloads

Publicado

2018-12-11

Como Citar

Cardoso, I. L. F., Teodoro, T. A. D., Andrade, C. M. de O., Costa, M. D. M. de A., & Dietrich, L. (2018). ALTERNATIVA DE TRATAMENTO COM OZONIOTERAPIA PARA RECORRÊNCIAS DO HERPES VÍRUS LABIAL – relato de caso. Psicologia E Saúde Em Debate, 4(Suppl1), 41–41. Recuperado de https://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/387

Edição

Seção

Anais