IMPORTÂNCIA DA FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA EM CIRURGIÕES DENTISTAS: REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

  • Bruno Caitano Alves
  • Viviane Nunes de Lima
  • Maycon Felix de Oliveira Machado
  • Vanessa Lara Araújo
  • Fabiana Cury Viana

Palavras-chave:

Cirurgião Dentista, Fisioterapia, Lombalgia

Resumo

Introdução: Dentre as diversas atividades laborais, os profissionais da odontologia estão entre os primeiros a se afastarem do trabalho por incapacidade permanente ou temporária. Estes profissionais são acometidos constantemente por dores e desconforto na região cervical, ombro e coluna lombar. O cirurgião dentista possui um posto de trabalho pouco ergonômico e se submete a movimentos repetitivos, posturas estáticas e posições que podem favorecer o aparecimento de sintomas dolorosos no sistema musculoesquelético, como a lombalgia. Sendo o tratamento fisioterapêutico da lombalgia de extrema eficácia para alivio dos sintomas agudos e crônicos com técnicas manuais e de eletrotermoterapia. Objetivo: O objetivo do estudo foi investigar publicações científicas referentes à importância da Fisioterapia no tratamento da lombalgia em cirurgiões dentistas. Metodologia: Foi realizada uma busca na base de dados Scholar Google, utilizando as seguintes palavras- chave “lombalgia” e “fisioterapia” e “cirurgião dentista”. Foram selecionados somente trabalhos publicados dentro dos últimos cinco anos que continham os termos de busca no título ou resumo. Foram encontrados 105 resultados que se enquadravam nas palavras-chave, destes 81 foram excluídos por terem sido publicados antes de 2014, 6 por não conterem os termos de busca nos locais pré-definido, sendo incluídos, portanto 18 artigos. Considerações: A partir dos resultados obtidos nesta pesquisa, pode-se observar que estudos constatam que existe uma alta prevalência de dor musculoesquelética, como a lombalgia, tanto no período de formação do cirurgião dentista como também após a mesma. Pesquisas mostram que a postura antiergonômica e a jornada de trabalho com movimentos repetitivos causam lombalgia nos cirurgiões dentistas, mas a maioria dos trabalhos não aprofunda sobre a questão da atuação da fisioterapia no tratamento dessa patologia. Assim, conclui-se que há necessidade de ampliar a visão sobre a dor lombar sendo ela aguda ou crônica para estabelecer uma melhora na qualidade de vida destes profissionais. Sugere-se a continuidade deste estudo no que diz respeito à origem dos sintomas em acadêmicos, de forma que os fatores causadores de futuras doenças ocupacionais sejam identificados e eliminados, adotando-se medidas corretivas e preventivas nos futuros profissionais. Ressalta-se também a necessidade de pesquisas que apresentem a Fisioterapia como intervenção no tratamento da lombalgia de cirurgiões dentistas, afim de comprovar sua eficácia. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-

Downloads

Publicado

2018-12-12

Como Citar

Alves, B. C., Lima, V. N. de, Machado, M. F. de O., Araújo, V. L., & Viana, F. C. (2018). IMPORTÂNCIA DA FISIOTERAPIA NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA EM CIRURGIÕES DENTISTAS: REVISÃO INTEGRATIVA. Psicologia E Saúde Em Debate, 4(Suppl1), 74–74. Recuperado de https://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/420

Edição

Seção

Anais