O PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL E A LIDERANÇA NA GESTÃO DE PESSOAS

Autores

  • Haniela Guimarães Ramos
  • Constance Rezende Bonvicini

Palavras-chave:

Assessoria, Psicólogo, Organizações

Resumo

Introdução: O psicólogo organizacional tem um vasto campo para atuar. Entendendo-se que gerir pessoas não é um processo fácil, isto se evidencia pelo fato de envolver aspectos sociais, psicológicos, ambientais e entre outros. A atuação do psicólogo organizacional, está associada ao uso de testes para seleção e orientação profissional, porém o psicólogo organizacional tem conquistado espaço nas empresas que vão além dessas atividades. Seu progresso está relacionado ao seu bom desempenho em um contexto bem diferente que a tradicional clínica. Objetivo: O objetivo do presente trabalho foi evidenciar o papel do psicólogo organizacional como um instrumento valioso para formação de lideranças e, consequentemente, potencializar a gestão de pessoas através de uma revisão de literatura. Metodologia: Foi realizada uma revisão narrativa literária, com utilização de artigos publicados em bases on-line de dados científicos. Considerações: Nota-se que a inclusão do psicólogo nas organizações ocorre com o objetivo de prever, controlar e manipular as pessoas e seus respectivos comportamentos. Porém, sua atuação junto à Liderança não remete somente a estes objetivos. Ela abrange as demais possibilidades que são encontradas dentro deste contexto diversificado. Entende-se que Líderes e gestores que desejam obter melhor êxito, buscam constantemente estarem atentos às mudanças que ocorrem dentro da organização, pois estas podem trazer benefícios e também prejuízos. O psicólogo percebe que a atuação de gestores e líderes é significativa, pois eles representam funções simbólicas importantes como referência para seus funcionários, estabelecendo símbolos de representações que orientam, estruturam e regulamentam atividades dos colaboradores. Eles tendem a inspirar e motivar através de suas experiências, da sua história de vida, dos seus desafios vencidos, da sua coragem, determinação, entre outros.  Além de tudo, o processo de liderança contribui para o fortalecimento do grupo e de sua organização. Os líderes utilizam de sua influência a fim de facilitar o cumprimento das tarefas, metas e propostas. A liderança vem sendo estudada como um movimento de interação por meio de trocas sociais. O líder é visto como alguém que oferece benefícios, não somente ao grupo, mas a todos os membros. Como troca, os membros do grupo retribuirão ao líder seu reconhecimento e admissão de maneira a lhe conferir a autoridade sobre seu grupo. A gestão de pessoas aumenta a eficácia da liderança. A gestão da força de trabalho se faz extremamente importante para os líderes e gestores. Percebe-se sua necessidade desde o momento da contratação, como nas condições de trabalho e de saúde oferecidas pela organização. Ademais, gerir e regular os conflitos, sejam pessoais ou sociais, também tende a afetar no desempenho dos líderes e gestores. A atuação em conjunto de líderes e gestores, com o auxílio do psicólogo, tem sido um fator potencial nas organizações. Notam-se melhorias na gestão e diversos benefícios em âmbitos social, psicológico e industrial. O campo de atuação do psicólogo tem se expandido cada vez mais, quebrando as barreiras da tradicional clínica para uma atuação mais comunitária e social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-

Downloads

Publicado

2018-12-12

Como Citar

Ramos, H. G., & Bonvicini, C. R. (2018). O PSICÓLOGO ORGANIZACIONAL E A LIDERANÇA NA GESTÃO DE PESSOAS. Psicologia E Saúde Em Debate, 4(Suppl1), 83–83. Recuperado de https://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/429

Edição

Seção

Anais