OZONIOTERAPIA: CAPACIDADE ANTIMICROBIANA FRENTE A BACTÉRIAS DA CAVIDADE ORAL

Autores

  • Pâmella Marques da Silva
  • Lia Dietrich

Palavras-chave:

Bactérias, Ozônio, Produtos com ação antimicrobiana

Resumo

Introdução: Frequentemente na odontologia, buscam-se técnicas que possam auxiliar na neutralização das bactérias que colonizam a cavidade oral, visto que as mesmas, levam a ocorrência da maior parte das alterações patológicas presentes nesta área do corpo. Neste contexto, o ozônio, que é um alótropo triatômico do oxigênio, tem sido empregado como método de auxílio no controle das alterações, seja por meio da prevenção, ou do tratamento das mesmas. Sua estrutura proporciona características exclusivas, como por exemplo:  propriedades antimicrobianas, analgésicas, anti-inflamatórias e imunoestimulantes; o que faz com que o ozônio tenha enorme relevância em diversas áreas da odontologia, sendo utilizado de forma segura atualmente, na cirurgia oral, implantodontia, periodontia, endodontia e dentística. Objetivo: O presente trabalho tem por objetivo revisar os efeitos da aplicabilidade do ozônio na odontologia, especificamente, do seu efeito frente as bactérias da cavidade oral. Metodologia: Foi realizada uma revisão de literatura exploratória e qualitativa em monografias e artigos científicos na base de dados do Google Acadêmico. Conclusão: Conforme o intuito do trabalho, observou-se que a utilização do ozônio por profissionais devidamente capacitados, tem se mostrado bastante satisfatória, desde que a mesma, seja realizada sob indicações apropriadas e em concentrações corretas, atentando-se sempre as contraindicações, bem como possíveis efeitos colaterais. Em virtude da sua biocompatibilidade tecidual, e da grande capacidade de neutralização, ou inibição do crescimento microbiano patológico, o emprego da ozonioterapia aparenta ser superior a diversas técnicas convencionais, o que faz com que a literatura em sua maioria apresente resultados positivos. No entanto, ainda são necessários estudos com uma maior padronização da aplicabilidade do ozônio na prática odontológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

-

Downloads

Publicado

2018-12-12

Como Citar

Silva, P. M. da, & Dietrich, L. (2018). OZONIOTERAPIA: CAPACIDADE ANTIMICROBIANA FRENTE A BACTÉRIAS DA CAVIDADE ORAL. Psicologia E Saúde Em Debate, 4(Suppl1), 88–88. Recuperado de https://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/434

Edição

Seção

Anais