REDUÇÃO DE DANOS: uma estratégia de tratamento ou incentivo ao alcoolismo?

I Simpósio Científico De Práticas Em Psicologia

  • Luciana Dornela
  • Juliana Oliveira

Resumo

O uso abusivo do álcool é um fenômeno da modernidade e um problema de saúde pública mundial. No Brasil, o alcoolismo é a terceira doença mais prevalente, superada apenas pelas doenças cardiovasculares e câncer, além de responder por cerca de 10% das mortes no país. A estratégia de Redução de Danos (RD) busca alternativas frente à gravidade deste problema, cujo objetivo é aumentar a qualidade de vida dos usuários de álcool, alicerçada fortemente no vínculo e empatia entre profissionais e usuários, sem estabelecer a abstinência total como meta principal . É uma estratégia que incentiva ao protagonismo e a autonomia do usuário, resgata sua condição de sujeito na perspectiva dos direitos humanos. Além do mais, não coloca a abstinência como o único objetivo a ser almejado, constrói-se junto ao usuário possibilidades para melhorar a sua qualidade de vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-11-01
Como Citar
Dornela, L., & Oliveira, J. (2016). REDUÇÃO DE DANOS: uma estratégia de tratamento ou incentivo ao alcoolismo?. Psicologia E Saúde Em Debate, 2(Supl. 1), 32-34. https://doi.org/10.22289/2446-922X.V2S1A11
Seção
Artigo original