VIVO POR DENTRO I Mostra de Práticas Psicológicas – Estágio Básico

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Fabiana Andrade Juliana Oliveira

Resumo

O Estágio Básico II faz parte do currículo obrigatório do sétimo período de Psicologia, com objetivo de observar as dificuldades de uma instituição e posteriormente, desenvolver em supervisão, um projeto de intervenção a fim de proporcionar uma maior socialização na mesma. A Casa de Repouso – Obra Unida Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP) de Lagoa Formosa, é uma Instituição filantrópica que abriga idosos em Lagoa Formosa, cuja escolha da estagiária ocorreu por sua identificação com a faixa etária em questão. Foi possível perceber que metade dos idosos não possui mais vínculo familiar ou social, devido ao tempo de permanência na instituição. Muitos deles foram abandonados ou sofreram maus tratos, o que geralmente dificulta a manutenção do vínculo familiar. Em uma atividade de recreação desenvolvida por uma psicóloga voluntária, cuja atividade era colorir figuras que ela distribuía, observou-se que apesar do envolvimento de alguns deles, não foi levada em consideração as dificuldades físicas de muitos, como a cegueira por exemplo, que os impediam de realizar a atividade proposta. Foi oferecida aos internos uma escuta na intenção de conhecer suas histórias de vida e a grande demanda afetiva que cada um apresenta, uma vez que o abandono que eles sofreram, reflete no modo em que vivem na instituição. É importante ressaltar que a maioria se mantém isolados, sem construir vínculos, até mesmo entre eles mesmos. Apesar deste momento de isolamento, todos um dia tiveram histórias de vida interessantes e durante o relato, expressavam alegria relembrando o passado, sem muito interesse em falar do atual momento em que vivem. A maioria que ali se encontra, de alguma forma, parece estar à espera da morte, não sentem vontade de praticar atividades, alguns nem do quarto saem e se limitam mais que a própria doença. O lugar que teria de ser uma aconchegante e acolhedora casa, acaba por tornar-se uma prisão que ocasiona diversas alterações, desde a agressividade até o humor deprimido. Diante desta realidade, foi desenvolvido um projeto de intervenção para proporcionar a socialização dos idosos internalizados, através de atividades de recreação e laser, procurando aproveitar recursos da própria instituição e respeitando as limitações de cada um. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Andrade, F., & Oliveira, J. (2016, novembro 1). VIVO POR DENTRO. Psicologia E Saúde Em Debate, 2(Supl. 1), 50-51. Recuperado de http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/72
Seção
Artigo original