FATORES DE ADOECIMENTO DOS ESTUDANTES DA ÁREA DA SAÚDE: uma revisão sistemática

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Marcella Souza Thuanny Caldas Clarissa De Antoni

Resumo

Estudantes da área da saúde são susceptíveis ao estresse e, consequentemente, ao adoecimento, devido à sobrecarga de atividades acadêmicas que desempenham, somadas à prática do cuidado e à elevada demanda emocional. O objetivo desse estudo foi realizar uma revisão sistemática da literatura, afim de conhecer os fatores mais citados, desencadeantes de estresse, Síndrome de Burnout (SB) e Transtornos Mentais Comuns (TMC), em graduandos de diversos cursos da área da Saúde. Após aplicar os critérios de inclusão foram analisados 18 artigos. A partir da análise dos resultados, constatou-se a presença de fatores de risco para o adoecimento de estudantes (pensar em abandonar o curso, desempenho ruim, falta de apoio emocional, não ter filhos), e escassez de fatores de proteção (possuir atividades de lazer, semestre avançado), que amenizam o impacto dos agentes estressores. Conclui-se que é importante que os estudantes utilizem estratégias de enfrentamento precocemente no curso para prevenir situações de adoecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Souza, M., Caldas, T., & De Antoni, C. (2017, julho 1). FATORES DE ADOECIMENTO DOS ESTUDANTES DA ÁREA DA SAÚDE: uma revisão sistemática. Psicologia E Saúde Em Debate, 3(1), 99-126. https://doi.org/https://doi.org/10.22289/2446-922X.V3N1A8
Seção
Artigo original