EXPERIÊNCIAS DE TRABALHO DE PROFESSORES EXPERIENTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA: QUALIDADE DE VIDA E ESGOTAMENTO PROFISSIONAL

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Lidiane Bruna Silva Alex Garcia Cunha

Resumo

Trata-se de uma pesquisa com o objetivo de mapear experiências profissionais de professores experientes da educação básica pública visando compreender sua qualidade de vida no trabalho, observando a eventual inter-relação dessas experiências com indícios de esgotamento profissional. Os dados foram coletados por meio de uma ficha de informação sociodemográfica e uma entrevista semiestruturada aplicadas a cinco professores do ensino fundamental e médio de uma escola pública. Os dados foram analisados qualitativamente por meio de categorias criadas a partir da literatura da área do estudo e dos padrões que emergiram da leitura dos dados. Os resultados mostram que os professores enfrentam uma rotina pesada de trabalho, o que desencadeia cansaço, alimentação em horários irregulares, trabalho após o expediente, falta de momentos de lazer e sintomas como dores de cabeça e no corpo. Isso impacta negativamente sua qualidade de vida, mas, apesar disso, relatam se sentir realizados na profissão e buscam maneiras de contornar tais adversidades. Apenas uma professora relatou adoecimento ao longo de seus anos de trabalho, precisando se afastar temporariamente. Os demais não se queixam de adoecimento. As experiências de trabalho dos participantes deste estudo indicam prejuízos em sua qualidade de vida, mas não indicaram indícios significativos de esgotamento profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
Silva, L., & Cunha, A. (2017, janeiro 1). EXPERIÊNCIAS DE TRABALHO DE PROFESSORES EXPERIENTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA: QUALIDADE DE VIDA E ESGOTAMENTO PROFISSIONAL. Psicologia E Saúde Em Debate, 2(2), 76-95. Recuperado de http://psicodebate.dpgpsifpm.com.br/index.php/periodico/article/view/37
Seção
Artigo original