EXAMES DE IMAGEM NO RASTREIO E DIAGNÓSTICO DO CÂNCER DE MAMA: RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DAS MAMAS EM FACE DA MAMOGRAFIA

  • Nayara Priscilla Pessôa Santana
  • Alex Rodrigo Borges
Palavras-chave: Neoplasias da mama, Diagnóstico por imagem, Detecção precoce

Resumo

Atualmente a mamografia é o principal exame de imagem para rastreamento e diagnóstico do câncer de mama. Contudo, existem algumas limitações neste método. A ressonância magnética das mamas vem se consolidando como um importante método diagnóstico das doenças mamárias, pois é capaz de detectar algumas lesões inicialmente não vistas à mamografia, além de auxiliar na identificação destes achados como benignos ou malignos. Através de revisão bibliográfica, o presente artigo projeta um comparativo entre a viabilidade da ressonância magnética das mamas em face da mamografia no estudo das mamas. O objetivo deste estudo foi realizar uma pesquisa para apontar as vantagens e percalços da mamografia e da ressonância magnética das mamas como métodos de rastreio e diagnóstico do cancro de mama. Concluiu se que ambos os métodos apresentam limitações específicas, sendo imprescindível intensificar os estudos para desenvolver novas tecnologias que sejam menos invasivas, desconfortantes e acima de tudo mais eficazes.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-04-11
Como Citar
Santana, N., & Borges, A. (2015). EXAMES DE IMAGEM NO RASTREIO E DIAGNÓSTICO DO CÂNCER DE MAMA: RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DAS MAMAS EM FACE DA MAMOGRAFIA. Psicologia E Saúde Em Debate, 1(1), 19-38. https://doi.org/10.22289/2446-922X.V1N1A3
Seção
Artigo original